×

 

Colegas servidores do Judiciário gaúcho,

 

O pacote do governador José Ivo Sartori, que é o mais amplo da história do Rio Grande do Sul, causará a demissão de mais de mil servidores e irá retirar direitos dos que permanecerem. Além disso, todos os gaúchos serão afetados indiretamente, como no caso da extinção de fundações de pesquisa e emissoras difusoras de cultura.

Mais uma vez os trabalhadores e a população sairão prejudicados em função da crise financeira. Enquanto isso, o alto escalão do Executivo, Legislativo e Judiciário segue com seus salários elevados e ainda diversos benefícios.

Por isso, precisamos nos unir para barrar o pacotaço de Sartori na Assembleia Legislativa. Engajado nessa luta, o Sindjus RS conclama os servidores do Judiciário a manifestar sua opinião contrária ao pacote. Para isso, foi disponibilizado este espaço no site, para que aqueles que desejarem incluam seus dados para enviar o texto aos deputados estaduais. A intenção é pressionar os parlamentares e impedir que os projetos sejam aprovados na ALRS.

 

Envie sua mensagem aos deputados

A mensagem abaixo será enviada automaticamente a todos os deputados estaduais do RS.

Excelentíssimo(a) Senhor(a) Deputado(a) Estadual:

Assunto: Pedido dos servidores do Judiciário para voto contrário ao pacote do Piratini

 

Escrevo este e-mail para manifestar meu repúdio ao pacote de projetos do Governo do Estado, que trará prejuízos não só aos servidores públicos como a toda população gaúcha.

Os projetos apresentados se caracterizam como um desmonte do nosso Estado, ao extinguir ou vender importantes órgãos. Entre eles locais de pesquisa, como a Fundação de Economia e Estatística (FEE) e de difusão de cultura e conhecimento, como a TVE. Isso demonstra o descaso do Piratini com o nosso povo e com o futuro do RS.

Tendo em vista a possibilidade de realizar cortes nas despesas de outras formas, que causarão menos prejuízos ao funcionalismo e à população, solicito seu apoio na luta contra a aprovação deste nefasto pacote.

Por respeito ao serviço público e à sociedade gaúcha, esperamos que Vossa Excelência vote CONTRA os projetos propostos.

 

Servidor do Poder Judiciário do Rio Grande do Sul

 

 

Saiba mais sobre o pacote do Governo do Estado

Confira as Propostas de Emenda à Constituição (PECs) do pacotaço que alteram direitos dos servidores:

PEC 242/2015 - extingue a licença-prêmio assiduidade do servidor estadual e cria a licença-capacitação. Altera o § 4º do artigo 33 da Constituição do Estado, que passará a prever que, a cada quinquênio, será concedida ao servidor a possibilidade de afastamento por meio de licença apenas para participação em curso de capacitação profissional, por até três meses.

PEC 256/2016 - acaba com a remuneração para licença de representação sindical aos servidores estaduais. Altera o inciso II do artigo 27 da Constituição, para que os servidores representantes de entidades sindicais não recebam remuneração durante o desempenho do mandato.

PEC 257/2016 - revoga o artigo 35 da Constituição do Estado, que estabelece o último dia do mês para pagamento dos servidores, bem como o dia 20 de dezembro para o pagamento do 13º salário.

PEC 258/2016 - termina com o direito aos adicionais por tempo de serviço dos servidores estaduais. Altera o parágrafo 3º e acrescenta o parágrafo 8º ao artigo 33 da Constituição, citando que "dependem de lei específica a concessão e o pagamento de auxílios ou quaisquer parcelas de caráter indenizatório a servidores públicos e a membros dos Poderes, cujo projeto deve ser acompanhado, nas razões que o justifiquem, de demonstração detalhada da repercussão financeira e previdenciária, observada a iniciativa privativa em cada caso".

 

 


 

 

Acesso Rápido

Nossas Lutas

 

 

Convênios